terça-feira, 23 de abril de 2013

NOMADISMO ECLESIÁSTICO



Silas Roberto Nogueira

Uma das coisas que tenho percebido atualmente é o quanto as pessoas trocam de igreja e a facilidade com que fazem isso. Nasci em uma família de crentes cujas convicções doutrinárias são batistas e tenho permanecido nessa denominação até hoje, não por conveniência, mas por convicção. Contudo, tenho notado nesses anos todos que muitas pessoas são capazes de abandonar as suas igrejas sem o menor constrangimento, assim como trocam de roupa. Conheço pessoas que já passaram por diversas denominações. São nômades eclesiásticos, trocando continuamente de igreja sem parar em nenhuma delas.

Não compactuo com a ideia de que uma pessoa pode deixar a igreja por razões banais. Já tive a oportunidade de conversar com pessoas que deixaram suas igrejas após séria ponderação, por razões realmente justificáveis. Mas também já ouvi as desculpas mais esfarrapadas para o abandono da igreja. Entendo que devemos ser mais criteriosos com relação ao ingresso das pessoas na igreja justamente com vistas a evitar o seu fácil abandono. Entendo que a saída de uma igreja não se justifica:

(a) Quando a igreja possui uma base doutrinária sólida;

(b) Quando a igreja prega o evangelho da graça de Deus sem mistura;

(c) Quando a igreja mantém um culto firmado naquilo que a Bíblia prescreve quanto ao culto;

(d) Quando a igreja ministra adequada e biblicamente as ordenanças ou sacramentos e a disciplina bíblica;

(e) Quando a igreja está envolvida no cumprimento da grande comissão;

(f)  Quando a igreja e sua liderança não podem ser acusadas de desvio moral grave.

Quando uma pessoa abandona uma igreja por razões injustificáveis ainda que seja para frequentar outra comunidade demonstra rebeldia que se manifesta nas mais criativas desculpas e justificativas, que são sempre esfarrapadas. Além do mais, como não existem igrejas perfeitas, é bem possível que o nômade eclesiástico também venha a enfrentar os mesmos problemas em sua nova igreja mais cedo ou mais tarde e tenha que optar por outra comunidade até que tudo se repita. Pense nisso antes de partir! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário